17 março 2010

Terremotos & Tsunamis - Parte 4

taddeu vargas
Já expliquei por que este último texto da série T&T (Terremotos e Tsunamis) demorou para sair, perdoem-me! Então ei-lo!
Recomendo a quem tenho tempo, dar uma olhada nos textos da série (são 3) que estão aí abaixo, para poder acompanhar o desenvolvimento do tema.
A ocorrência de um possível - e provável - deslocamento acentuado do eixo de rotação da terra, como vimos no texto anterior da série, pode acabar com mais da metade da população do planeta, em segundos. Mas isso não é o pior!
Se você tem em conta que a perda vida é o que de pior pode lhe acontecer, deve estar imaginando que nada é tão mal quanto isso. Entretanto, meu querido leitor, perder a vida é uma impossibilidade! A vida não pode ser subtraída! Vá se acostumando com essa idéia, pois fatalmente irá se deparar com a parte prática desta verdade, mais dia, menos dia!

A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento!

A mais grave das conseqüências é a sucumbência do planeta, como o conhecemos e da maioria de seus hóspedes, por incapacidade de amar. Por excesso de materialismo, ganância, mágoas e ressentimentos e ausência de fé, compaixão e tolerância, que decretam inocorrência de liberdade, crescimento e felicidade.
A base dessa catástrofe existencial reside na incompreensão de sua origem e de sua verdadeira constituição. Por se considerarem humanos, físicos e mortais, os seres deste planeta não experimentam sua poderosa força criadora, cuja usina geradora paira há quatro ou cinco metros sobre a cabeça de cada um de nós. Uma grande bola de luz branca, da qual desce um facho que penetra em nosso corpo, pelo chakra coronário (moleira) indo ancorar no coração. Esse conjunto de elementos nos transforma em seres poderosos, imortais e luminosos.
O facho de luz branca contém inteligência, sabedoria e saúde infinitas. Ela é dotada de todos os poderes que o Mestre Jesus usou para cometer os milagres bíblicos. Esta energia eletrônica tem um nome em nossa língua terrena: Amor! Todo o Universo é constituído desta energia!
Nosso planeta, na sua parte mais nuclear, é formado por átomos e seus elétrons, que nada mais são do que partículas de amor, que se agrupam de várias formas dando origem a tudo o que existe.
Cada vez que um ser consciente pratica o desamor, está quebrando a corrente da vida, gerando conseqüências desastrosas e desconhecidas. É isso o que está acontecendo com a terra e com a humanidade. Há uma verdadeira dissintonia entre as ondas de energia que o homem envia, em comparação com a constituição energética das demais entidades planetárias, e com isso o conjunto da vida está começando a ruir.
Não acredito em fim do mundo, até por que não existe o fim da vida, mas passaremos por um período de drásticos acontecimentos que vão requerer sérias adaptações no modo de vida dos seres humanos, os que restarem no planeta, que busca, com base nas leis universais, uma sincronização para continuar existindo como tal.
TaVar
taddeu vargas

16 comentários:

EQUILÌBRIO disse...

Sabe, lendo e sentindo,digo o qto concordo com vc,é isso mesmo.
Suas palavras trouxe para mim muita presença de tranquilidade,paz e amor.
Luz!!!!!!!!!!!!

























a

Livinha disse...

Olá Tadeu!!!
Apaixonante foi a tua deixa lá no meu jardim, palavras de incentivo, agrado e considerações, que me fizeram muito feliz.
Aqui, me extasiei, mais feliz ainda fiquei pelo assunto em pauta, quando tão bem retratas a vida em toda a sua plenitude de amor nesta magnífica postagem.
A vida é para todos, porém ainda vaga para muitos, devido ao grau de compreensão e entendimento. Leigos, creio ninguém, mas não tão cientes, dada a profundidade com que se pode alcançar a compreensão, quando ainda tão materiais ainda se encontram.
Viver é prescindir alma de um corpo, é senti-los e conscientizar-se perante suas razões.
É como você bem colocou nesta frase que apreciei por demais:
"A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento"
Evento de provas, evento de recursos de trabalho, pela melhoria que buscamos, evento de reforma íntima, evento de travessias, perante as leis de crescimento, tudo com uma razão e objetivo tão claro, alcançar o amor, reconhecer nossas irmandades, para que saiamos dos estados diferentes e alcancemos a igualdade como espíritos que somos.
Eu passaria todo o meu tempo aqui digitando, pela fascinante discorrência de tuas letras, mas o tempo urge e eu preciso ir... Mas volto, foi muito bom passar por aqui e agradeço por lá no meu recanto adentrar, me ofertando este banquete.

Obrigado!
bjs
Livinha

cristal de uma mulher disse...

Texto extremamente maravilhoso que é uma pena que muitos lêem e não dão o credito que é necessario para caminhar em caminhos de valorização e temor a um ser CRIADOR de todas as coisas cujo o homem destroi e constroi com suas próprias forças.
O amor hoje é um meio frágil demais para permanecer construido.O dinheiro fala mais alto e o homem transfere todo o seu egoisto para coloca-lo em primeiro lugar e destrui-lo terrivelmente.
Suas palavras.....
A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento!

A mais grave das conseqüências é a sucumbência do planeta, como o conhecemos e da maioria de seus hóspedes, por incapacidade de amar. Por excesso de materialismo, ganância, mágoas e ressentimentos e ausência de fé, compaixão e tolerância, que decretam inocorrência de liberdade, crescimento e felicidade.
A base dessa catástrofe existencial reside na incompreensão de sua origem e de sua verdadeira constituição. Por se considerarem humanos, físicos e mortais, os seres deste planeta não experimentam sua poderosa força criadora, cuja usina geradora paira há quatro ou cinco metros sobre a cabeça de cada um de nós. Uma grande bola de luz branca, da qual desce um facho que penetra em nosso corpo, pelo chakra coronário (moleira) indo ancorar no coração. Esse conjunto de elementos nos transforma em seres poderosos, imortais e luminosos.


Muito bom ,muito mesmo..Aqui deixo minha adimiração por ti e seu humanismo e amor ao amor e descaso com a falta de LUZ nas vidas.

Beijo de cristal

Helly disse...

Querido Taddeu,
Dá para sentir nesse texto, que não são os fatos que são decisivos, mas sim, como reajo a cada fato.
Seus textos deveriam estar na primeira página de todos jornais e revistas do planeta.
Já é momento de todos nós despertarmos para essas verdades, e pararmos de sensacionalismos ignorantes.
Eu desejo de coração que seu caminhar, atinja o máximo de pessoas para os devidos esclarecimentos.
APENAS O AMOR IRÁ NO SALVAR DE NOSSOS ERROS PASSADOS E PRESENTES.
Paz e luz, meu amigo,
Helly

Nati disse...

I WOULD INVITE YOU TO MY BLOG CALLED. "LOS CUENTOS DE NATI ".HUGS FROM SPAIN.
NATI.

Taddeu Vargas disse...

Hy Nati! There will know! Thanks for stopping by!

Sarah El Khouri disse...

Gostei muito de seu blog. Parabéns; voltarei outras vezes, pode crer.
Abraço e fique com a Deus

Thiara Ribeiro disse...

"A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento!"

Perfeito! Perfeito! Perfeito!

:D

LIANA PAULUKA disse...

Obrigada pela visita Taddeu, é uma escrita despretenciosa, de quem só precisa falr com seus botões, saber que alguem com sensibidade lê é muito motivante.
Navegarei sempre que puder e te acompanharei marujo, nesse mar de palavras.

Bergilde Croce disse...

Olá Tadeu!Vim agradecer seu inserimento lá nos filhotes adorados,blog onde deixo alguns registros que considero importantes na vida minha familia na Itália.Tenho muito a ler por aqui nos seus registros também e já comecei pelos posts sobre os tsunamis e catástrofes naturais, bem apropriados para esta época de hoje.Aprecio sua linguagem clara explicando termos técnicos,além é claro de também pensar como você porque a vida é uma dádiva divina,mas nós humanos não estamos bem sabendo cuidar dela...Abraços desde já também sua seguidora,Bergilde Croce

Karlota disse...

Olá Taddeu, muito obrigada e adorei teu blog também.. Hoje estava falando justamente sobre este fim, e me chamou a atenção a leitura, porque mesmo sendo catolica kadercista, não pensei sobre o que vc disse na sua frase "A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento", e realmente é isto..
Te seguirei aqui e no twitter..

ValériaC disse...

Taddeu que riqueza é este seu blog...já estou te seguindo também e voltarei com mais tempo para ler mais...
Um abraço ...

Maria Madalena Schuck disse...

Gostei demais de seus escritos, tem um 'não-sei-bem-o-que'que parece comigo!
Voltarei sempre para ler mais e mais.
Muito grata pela visita ao meu humilde blog, são só coisinhas que gosto muito.
Um grande abraço,
Maria Madalena

Amanda Luna disse...

oiii,seus textos são muito bons, vc é uma pessoa que definitivamente tem intimidade com as palavras e faz textos que prendem a nossa atenção... parabéns!!!
beijocas
sermulhereomaximo.blogspot.com

Zen disse...

Todos têm um propósito de vida... um dom singular ou um talento único para dar aos outros.E quando misturamos esse talento singular com benefícios aos outros,experimentamos o êxtase da exultação de nosso próprio espírito.Você é uma dessas pessoas!!!!!.
Adorei as postagens de Terremotos e Tsunamis,principalmente porque o tema espiritual foi muito bem explicado .
Uma linda mensagem para você de (Mundaka Upanishad)
“Como dois pássaros dourados pousados no mesmo galho,intimamente amigos, o ego e o Eu habitam o mesmo corpo.
O primeiro ingere os frutos doces e azedos da árvore da vida; o segundo tudo vê em seu distanciamento.”
Na realidade é um lindo tema para o Marujo desenvolver.Quem sabe se você gostar, será mais uma de suas belas postagens.Beijos.

Marliborges disse...

Amor, amor, amor, como é dificil aprender essa lição! Ninguém duvida que a corrente da vida vem sendo rompida pelo desamor, há muitas evidências disso em nosso dia a dia, e há muito tempo que ouço falar...ih a long time ago.
Mas, meudeus! quando é que a gente vai aprender? As conseqüências desastrosas já não são mais desconhecidas, elas estão na nossa cara mexendo com a terra e com a humanidade. A gente está de mãos amarradas, o desamor paralisou todos nós.
Beijo grande.