16 abril 2010

No Meio da Vida



Hoje vamos falar da vida terrena. Mas como de costume, do meio pra frente, o texto viaja por outros mundos. Às vezes parece tudo a mesma coisa, mas isto é história pra outra crônica. O assunto desta é a data (16 de abril), que marca a metade da trajetória deste marujo, aqui nesta vivência terrestre.

Não sei quando foi, mas não faz muito tempo que descobri a data da minha partida deste mundo, ou que inventei, não importa. O importante é que está marcada. Depois da definição tudo ficou mais fácil.

O planejamento se viabiliza quando se tem um termo final. A partir dele, fica fácil estabelecer prioridades, agendar tarefas de início, meio e fim, enfim, desenhar as imagens que vão compor o caminho, como as paisagens, outdoors, personagens e demais componentes da estrada da vida, neste caso, da minha vida.

Engraçado, dirá você! - Você mesmo! Ou será que tem mais alguém aqui nesta parte do texto além de eu e você? - Sendo hoje dia de comemorar a vida, esteja eu falando de morte!

Bem, temos que recuperar alguns conceitos de posts anteriores para entender bem isso. Num deles tem uma frase que marca muito minha idéia sobre morte física: “A vida é o eterno alento, do qual a existência terrena é um evento!”


Do meu ponto de vista, os três dias mais importantes da minha vida (terrena) são: o dia da minha partida (o mais importante deles), o da chegada (nascimento) e o dia de hoje - o meio da minha vida! Nesta ordem!
O dia da chegada a gente escolhe antes de nascer, o da partida, podemos e devemos escolher durante o percurso. O meio da vida é uma escolha da matemática, uma simples operação aritmética.

Entendeu porque o dia da partida é o mais importante dos três? Ele é fruto do seu processo de entendimento da vida, que se faz no modo consciente, a bordo do corpo físico e da mente humana. É você quem decide, através de seus atos, pensamentos, sentimentos.

Sua evolução como ser espiritual, vestindo o ser físico que você é, aqui no planeta, determinará quando você vai partir.

A grande vantagem da meia idade é saber como terminar bem uma jornada da vida, ao contrário da primeira parte dela, que deixa a impressão de não sabermos bem como chegamos até aqui. Os jovens não lidam bem com essa idéia, pois entendem que a melhor é a que estão vivendo. Mas o Universo é compassivo e dará chance a grande parte deles, de mudar de opinião.

Amanhã será meu primeiro dia na segunda metade. Um renascer! No entanto, diferentemente do nascimento anterior, carrego agora todas minhas impressões da existência até aqui. É um banco de dados imenso depositados na memória, que serão utilizados, junto com as informações do Teddy (meu ser interior), na seqüência da minha existência aqui na terra.

TaVar

25 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Taddeu,

Gostei dessa sua idéia de estabelecer datas, no sentido de compreender melhor o significado da vida, para melhor viver...

Já percebi qual é a do Ted: filosofar... Nada mal.

Beijos,

Denise disse...

Bom dia, Tadeu - dá-nos licença Ted? é que hoje quero falar com "o outro", porque, como você sabe, "ele" faz anos! ( e cá pra nós, hoje esparramou-se no sofá...rs)

Bom, voltando, Marujo Tadeu...rs
Lembro perfeitamente do pensamento que me ocorreu quando, conversando sobre este assunto, você calmamente me disse que viveria “isso tudo” (tá bom, por respeito a você e seus leitores, não vou contar...rs), mas fui compreendendo a “tal história” e, antes do aniversário seguinte, já tinha outra postura e a brincadeira sobre esse fato perdeu o tom espirituoso, adquirindo o de respeito.
Hoje, manifesto de novo meu desejo de que nessa caminhada os personagens sejam parceiros de escalada, companheiros de busca, cúmplices de idéias e sentimentos. Afinal, as pessoas são o esteio dessa jornada cujo pódium - dia mais importante dessa vida terrena - é solitário. Elas estão nos bastidores da “outra vida”, mas nesta, que você comemora hoje, são personagens atuantes num palco que não aceita vazios. Que a família linda que constituiu seja bálsamo, alento, fonte eterna de alegria e prazer, o porto seguro desse Marujo! E que a festa com eles hoje seja mais um dos tantos momentos inesquecíveis...

E não menos importante neste momento, parabéns extensivo às conquistas profissionais que vêm ganhando o brilho extra através das criativas mãos, que são depositárias das criações nascedouras noutra instância desse homem que não abandonou seus sonhos.

Fico devendo as cerejas, mas seguem um abraço terno e carinhoso e um doce beijo pelo teu dia do meio!


PS: Entrega um beijo de agradecimento ao Ted pela “privacidade consentida”, tá?...rs

nani, é. disse...

Boa tarde, Taddeu. Fico grata que tenha encontrado meu pequeno depósito no meio do caminho e ainda mais que tenha gostado dele, hehe. Resolvi dar uma bisbilhotada em seus devaneios e admito, ganhaste uma leitora também. Estarei por aqui mais vezes, rs.

Abraços

Helly disse...

Querido Taddeu,

Hoje é seu niver, e chegou no meio dessa sua existência terrena.
Como vc sabe celebrar a vida!!!
Muitos ficam tristes em estar envelhecendo, e sinto em suas palavras muita vida, muito desejo de aprender, ensinar, construir e amar.
Com certeza, vc necessita ficar entre nós por muitos anos, para compartilhar todos esses conhecimentos e diálogos interiores com o Ted.
Meu anjo, desejo muita saúde, paz interior, sucesso, realização de todos os seus sonhos, prosperidade e tudo isso com muito AMOR.
Pois a melhor definição que encontrei para TADDEU É, AMOR.
TE AMO, BEIJOS,
HELLY

ValériaC disse...

Querido amigo, era sobre isso a frase que você escreveu hoje no Twitter, não sei você leu o que eu te escrevi...eu disse que era algo sério a se pensar...saber claramente o dia que iremos, se encarados de uma maneira madura, pode nos ajudar em muito, bem vivermos enquanto matéria...porque a vida é eterna e continua sem fim...porém nem todos tem esse preparo.
Que cada um dos teus dias aqui na Terra e depois...sejam bençãos...que você continue cada dia mais e mais se aperfeiçoado, embora te ache já, uma pessoa maravilhosa... Feliz aniversário!!!
Beijos...

Mariana disse...

Cheguei na hora da festa.
Feliz aniversário, saúde, sucesso, e tudo de bom.
Estou te seguindo tb no twitter.
Aproveita hj o dia é teu.
Felicidades.

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi Taddeu, parabéns.
Tudo de bom pra ti.
Bom fim de semana, beijos.

Dora Regina disse...

Nós não podemos escolher como vamos morrer e nem quando, mas podemos decidir como vamos viver agora...
Desejo a você um Feliz Aniversário!!!
Grande abraço!

Fátima disse...

Olá Tadeu, passei para dar um abraço de aniversário , e agora depois de ler seu post referente a estabelecer datas, parabéns também pelo "meio" da existência.

Beijo.

Michelle Crístal disse...

Entre o intervalo e outro, o importante é viver, ser feliz e deixar acontecer, não sabemos do amanhã, agora entendi tudo o que podemos deixar são palavras, deveria falar mais de você!!!Estou te seguindo e neste indo e vindo vou postar mais sobre meu eu!

Gessy disse...

Viver o agora. Talvez seja isso o que todos nós devemos fazer, e pelo que vi, ou li, você faz isto muito bem. É seu aniversário? Parabéns!
Ah, obrigado pela visita. Volte sempre, também passarei por aqui mais vezes.
Abraço!

Lenita Nabais disse...

Uma forma sábia de abordar a VIDA! Ontem é passado, amanhã é futuro, Hoje é uma dádiva chamada PRESENTE! E o presente é sempre o melhor presente que podemos dar a nós próprios!
Pode visitar-me em:
www.olhares.com/Nabais2

Um abraço

Cris disse...

To vendo que é seu aniversário...foi!
Bom, ainda aceita os parabéns?

Mais uma volta ao redor do sol; mais 365 dias de um novo movimento de translação.
Paz, coragem e saúde...acho que a rota começa por ai.


beijos

Clovis Heberle disse...

Caríssimo amigo,
um terno abraço pelo níver.
Muita paz, alegria e, por que não, $$$$ pra você!
Só não entendi muito bem esta história de saberes o dia da tua partida. Este assunto não é exclusivo do Senhor aquele lá de cima - ou, como dizes, do Universo???

Graça Pereira disse...

Parabens atrasados ( mas sempre a tempo..) Tinhas de ser de Abril, como eu! Gostamos de marcar etapas, tarefas e somos um pouco prefeccionistas, para além de exigentes connosco próprios..."mas somos boa praça"...
Beijocas e uma semana feliz.
Graça

Maria disse...

Passei pra deixar um beijo e dizer que gostei da idéia mas, sou péssima nesse sentido- não consigo viver regida pelas datas- quero sempre tudo "pra ontem"
Grande abraço

Jacque disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marliborges disse...

Feliz Aniversário Taddeu! Feliz meio do caminho! Gostei dessa ilusão com as datas, às vezes a gente precisa mesmo desses alentos pra seguir em frente, ainda mais se acreditarmos com Eclesiastes que todos os acontecimentos terrenos tem a sua ocasião própria de acontecer, que não temos controle de nada, pois "... há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer..." Precisamos mesmo de algo alentador que nos ampare, pelo menos um pouco. Beijo grande.
http://www.marliborges.blogspot.com/

Patricia Garbuio Bittencourt disse...

Lindas palavras,concordo com tudo que vc diz.Soube explicar bem nesse texto sobre a vida e a "morte".A partida,porque a vida continua...
bjsss

Mary Caroline disse...

Olá Tadeeeu!! Obrigada pela sua visita, passei aqui pra dar uma olhada e "NOSSA" ganhou mais uma seguidora... gostei muito e refleti tbm nas coisas que vc escreveu. Confesso que nunca pensei dessa forma, como a data de partida a mais importante, mas depois de ler seu post tenho uma idéia mais formada sobre isso!! Ah, e PARABÉÉNS (atrasado).. rs, o seu aniversário eu não vou esquecer hein,vc completa anos junto com meu irmão.. 16 DE ABRIL! Bjuuus

Malu disse...

Meu amigo,
Sempre é tempo de parabenizar.
Portanto, parabéns!

O que a vida depois de bem vivida sua metada, ou sabe-se lá sua porcentagem, é que tornamo-nos mais serenos...

Um abraço

Rosa Maria disse...

Parabéns, Taddeu!
Estou super atrasada, mas espero que ainda esteja valendo :)
Um abraço e um beijo!

Taddeu Vargas disse...

Muito obrigado a todos pela visita e felicitação. Este blog existe por causa de vocês. Ele é uma forma de textualizar e expor minhas percepções, meus sentimentos e fico muito feliz com a possibilidade destas mensagens chegarem até vocês e ajudar de alguma forma, mesmo que por um momento.
Abraço forte!

Tânia regina Contreiras disse...

Ei, sinto aqui um quê íntimo com esse seu tema, essa forma de abordar a vida... Adorei esse seu jeito textual de colocar as coisas, de abordar a vida. Ando em busca, cada vez mais, de afinidades, que diferenças já as tenho tantas. Farei daqui um caminho de passagem constante. Parabéns pelos textos.

Abraços

Tânia regina Contreiras disse...

Ei, sinto aqui um quê íntimo com esse seu tema, essa forma de abordar a vida... Adorei esse seu jeito textual de colocar as coisas, de abordar a vida. Ando em busca, cada vez mais, de afinidades, que diferenças já as tenho tantas. Farei daqui um caminho de passagem constante. Parabéns pelos textos.

Abraços