19 setembro 2010

Seu EU Sagrado

taddeu vargas
Um dia eu falei para uma mulher que ela não existia. Expliquei que, em vez do corpo físico - uma virtualidade, uma ilusão -, o ser luminoso que ocupava aquele local onde ela se encontrava, embora invisível para os olhos menos experimentados, era o verdadeiro EU dela e único ser real a habitar aquele espaço.
Tínhamos nos conhecido pessoalmente há poucas horas, o que potencializava o risco de eu perder a companhia mesmo antes de conhecê-la melhor. Por algum motivo ela não se atirou do 16º andar do meu prédio, embora tenha ficado com a impressão de que seu anfitrião não passava de um maluco.
Dois anos e alguns meses depois daquele primeiro encontro e de muitas tardes e noites conversando sobre espiritualidade, ela retorna e me presenteia com um livro do Dr. Waine W. Dier, que apresenta seu trabalho, em frase única na página, com a seguinte sentença:

"Toda a minha vida quis ser alguém,
Agora, sou finalmente alguém...
Mas não sou eu."

O livro "Seu Eu Sagrado", do autor citado, Editora Nova Era, é uma leitura imperdível. Um daqueles livros que fica na cabeceira por meses, anos. Companheiro certo mesmo nas viagens, percorrerá milhares de kilômetros dentro das minhas bagagens.
Fará companhia a alguns outros, como o Livro de Ouro de Saint Germain, Conversando com Deus e outros do Neale Donald Walsh e alguns do casal Hicks.
Fica aqui o agradecimento público pelos presentes (foram dois, um outro do Neale), embora o maior deles seja vê-la linda e encantadora, como sempre, mas agora com esses atributos a ornamentar um ser espiritual que se abre para a vida como um botão de rosa se abre para a luz do dia.
taddeu vargas
TaVar

17 comentários:

Juci Barros disse...

Sorte sua conhecê-la e mérito dela tamanha postura e inteligência.
Beijos.

Mariana disse...

Tadeu eu adoro ler, e gostei da tua dica, irei anotar.
Existem pessoas tão especiais que realmente parecem q não existe.
boa leitura,guri.
Tenhas um linda tarde de domingo.
um grande abraço.

Ester disse...

Olá Tadeu!

Primeiramente, obrigada pela simpática visita e volte sempre que quiser!

Li atentamente seu post e não consigo ver em quê se parece a sua com a minha, talvez isso se esclareça lendo o livro proposto..rs

Agora, adorei essas suas palavras:

...Em vez de corpo físico, um ser luminoso que ocupava aquele local onde ela se encontrava, embora invisível para os olhos menos experimentados, era o verdadeiro EU dela e único ser real a habitar aquele espaço...

Aqui vejo certa afinidade com o que escrevi, podemos ser luzes ou sombras na vida uns dos outros dependendo da posição que ocupamos...

Abraço afetuoso!

Taddeu Vargas disse...

Olá Ester, muito obrigado por vir aqui conhecer meu trabalho e seguí-lo. Abaixo, um dos parágrafos de seu texto:

"Algumas pessoas olham para o Oeste, lamentando o Sol poente. Outros contemplam o nascer do Sol, animados com os primeiros clarões da alvorada. É melhor olhar para a frente, para o caminho que precisamos trilhar, do que olhar para o caminho já percorrido."

Abaixo, uma das frases símbolos do foco do livro do autor citado:

"O meu passado é apenas a trilha que deixei para trás. O que impulsiona minha vida hoje é a energia que estou a gerar nos momentos presentes"

Você tem razão, a tônica do livro se identifica com a mensagem do teu texto. Por isso a lembrança. Leia-o, você vai adorar.
Abraço forte e volte sempre.

TAIZA RENATA disse...

Amei isso!!!
E vou ler o livro, com certeza, visto que os outros livros que te acompanham também são os que me acompanham.
Só uma coisa: duvido que alguém pense em pular do décimo sexto andar de um prédio ao seu lado.
Você é carismático demais!
Beijos e boa semana!

Dayse Sene disse...

Que lindo esse texto...adorei meu amigo. Queria muito discutir com você, sobre espiritismo, você é espírita? me mande seu email...por favor. Abraços.

Clau Finotti disse...

Oi Tadeu!
Agradeço a simpática visita no meu blog.
Vim aqui retribuir e "perseguir" você um pouco! rs

Belíssimo texto, vou conferir a indicação do livro.

Abraço.

Clau Finotti

Vanessa Souza Moraes disse...

Meu blog mudou de endereço, o novo é:
http://vemcaluisa.blogspot.com/
:)

Carolina Wilson disse...

Adorei a dica ;)
e adoro seu blog também!

Maria Marçal disse...

Colocarei aqui, Taddeu...
Nessa postagem que fala de "espiritualidade", aliás o Filme Nosso Lar é rico de ensinamentos.

Vai a Crônica que fiz no meu Blog em 2009 (custei a achar- rsrs):

http://maturidadedivagando.blogspot.com/2009/09/um-amor-de-marinheiro.html
Espero que gostes.


Um beijo, Maria Marçal
(naquela época ainda era Souza)

mg.marcal@hotmail.com

Aline Schons disse...

"Toda a minha vida quis ser alguém,
Agora, sou finalmente alguém...
Mas não sou eu."

Quando li, fiquei arrepiada. Imagino que o livro seja tão interessante como frase. Beijão

Riff disse...

Sr. Marujo...Primeiramente obrigada pela visita e doces palavras lá no meu canto. Amei. Depois sobre o texto queria lhe dizer que o senhor tomou, sutilmente, um "tapinha de luvas" dessa mulher q. vc. disse que ELA NÃO EXISTIA...Mama mia..correu um risco enorme, não pelo fato de q. ELA poderia se jogar do 16º andar, pois se eu fosse esta mulher, certamente eu teria é JOGADO VOCÊ, de ponta cabeça..kkk.
Olha adorei o seu Blog, suas escritas cheia de muita sensibilidade. Voltarei mais vezes e já virei sua fã. Bjitos mil

Márcia Vilarinho disse...

Incrível a soma surpreendente que vivemos, tão intensamente, em relacinamentos como esse, em que resta um livro, que expressa ensinamento, apreendido, convivido, descoberto, lido, relido, admirado. Amei o seu texto! Abraços

Sílc disse...

Hoje sou um ponto de interrogação (?)! Acho que de exaustão. Li seu texto, mas me apeteçe o silêncio por agora.
Fica aqui um convite com profundo respeito:
Nova Postagem na minha Casa.
Espero sua visita, e um retalho se desejar. Será uma honra ve-lo passear por lá.
com amor e carinho,
Sílvia
http://www.silviacostardi.com/

Nokinhaz disse...

ObrigadO por seguir meu blog :) estou seguindO o seu tambem ..^^

beijinhO

Aarão Barreto, o Único disse...

Olá, boa noite! Tenho um blog onde escrevo alguns pequenos contos, crônicas, poesias e críticas. Além de relatos da minha vida nos velhos tempos - aqueles que não voltam mais! Sou meio novo nessa coisa de blog e gostaria de compartilhar o que escrevo tbm. Vou ficar sempre vindo por aqui para ver o que acontece nesse ramo, que não é bem o meu (sou médico) mas que faço de coraçao.

Abraços!

Maria Tereza Venzke disse...

Olá Taddeu,

Este post maravilhoso me reportou a este texto do Ucem q gosto muito...

"UM RELACIONAMENTO SAGRADO É UMA FORMA DE ECONOMIZAR TEMPO.UM SEGUNDO JUNTOS RENOVA O UNIVERSO PARA AMBOS"
(UCEM)

e também...

"Tu e o teu irmão estão voltando ao lar juntos, após uma longa jornada sem significado que empreenderam um à parte do outro e que não levou a lugar nenhum. Tu achaste o teu irmão e vós iluminareis o caminho um para o outro.
" Um Curso em Milagres, T-18.III.8:5-6


Um abraço carinhoso